Próximos Encontros Científicos
,
,
,
,
,
Próximos Cursos Intensivos
Consumo Alimentar no Porto
Consumo Alimentar no Porto
Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
ONDOR - Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
EYE - European Young Epidemiologists
EYE - European Young Epidemiologists
ISPUP
ISPUP
ASPHER
ASPHER
Eurhobop
Eurhobop
Investigação
Projectos Terminados
Influência das Condições Higrotérmicas Interiores na Qualidade de Vida Humana em Habitação Social (2014-2015)
Instituição Financiadora: FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Ref:EXPL/ECM-COM/1999/2013
Investigador Principal: Eng Nuno Ramos
Instituições Participantes: Faculdade de Engenharia (FEUP) e Instituto de Saúde Pública (ISPUP) da Universidade do Porto e Câmara Municipal do Porto.
Data de início: 2014-05-02
Data de fim: 2015-07-01
Resumo:

A qualidade do ambiente interior das habitações desempenha um papel primordial nas condições de saúde e bem-estar dos seus ocupantes [1-3]. Condições insuficientes de qualidade neste ambiente podem resultar em graves consequências socias e económicas [4]. Considerando que nos países desenvolvidos as pessoas passam mais de 80% do seu tempo na habitação, torna-se fundamental estudar até que ponto condições insuficientes do ambiente interior podem influenciar a saúde, bem-estar e qualidade de vida dos residentes [2], para que se possam estabelecer estratégias interventivas adequadas.

Esta preocupação é subjacente à população em geral, mas apresenta ainda maior relevância no caso particular da habitação social, uma vez que a construção e a reabilitação dos edifícios estão dependentes das verbas disponíveis e não das necessidades dos seus habitantes.

Assim, este projeto tem como principal objetivo relacionar a qualidade de vida humana com os parâmetros utilizados na definição da qualidade do ambiente interior. Pretende-se desenvolver um índice Preditivo de Qualidade de Vida Humana (PHLQ), que combina as varáveis físicas do ambiente interior (i.e., temperatura ambiente, humidade relativa, concentração de poluentes no ar interior, caudais de ventilação, estanqueidade da envolvente, conforto local, velocidade do ar, iluminação, etc.) com as características de saúde dos indivíduos (i.e., estilos de vida, história clínica, cuidados de saúde, medicação, sintomas respiratórios e qualidade de vida).

São ainda objetivos específicos deste projeto:

1. Avaliar os parâmetros higrotérmicos das habitações sociais de um bairro da cidade do Porto, antes e depois da reabilitação;

2. Comparar as características demográficas, sociais e de saúde dos residentes no bairro social reabilitado e no bairro social não reabilitado;

3. Comparar a perceção da qualidade de vida (SF36) entre os residentes dos dois bairros;

4. Compreender a perceção da qualidade de vida dos residentes após as atividades de reabilitação do edifício.

Este projeto desenvolve-se através de uma parceria estabelecida entre a FEUP, o ISPUP e a Câmara Municipal do Porto através da Domus Social e conta com a colaboração de especialistas em diferentes áreas, incluindo engenharia civil, saúde pública e engenharia química. Adicionalmente, este projeto terá um contributo relevante no âmbito das obras públicas de reabilitação de edifícios e eficiência energética bem como na saúde e bem-estar da população.

 





Voltar
Utilizador

Password