Próximos Encontros Científicos
,
,
,
,
,
Próximos Cursos Intensivos
Consumo Alimentar no Porto
Consumo Alimentar no Porto
Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
ONDOR - Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
EYE - European Young Epidemiologists
EYE - European Young Epidemiologists
ISPUP
ISPUP
ASPHER
ASPHER
Eurhobop
Eurhobop
Investigação
Projectos Terminados
DOVE - Violência Doméstica na Europa: prevalência, determinantes, efeitos e políticas/práticas (2009-2012)
Instituição Financiadora: DG SANCO
Ref:20081310
Investigador Principal: Henrique Barros
Data de início: 2009-06-01
Data de fim: 2011-12-31
Resumo:

A OMS define a violência doméstica como qualquer acto violento ocorrido entre duas pessoas que tenham, ou já tenham tido, uma relação íntima e que resulta, ou tem probabilidade significativa de resultar, em sofrimento físico, psicológico e/ou sexual.

São considerados actos de violência doméstica a coerção, a intimidação, a ameaça e/ou a limitação da liberdade de comportamentos, de forma arbitrária, de um parceiro(a) em relação ao outro(a), em contextos públicos ou privados.

A violência doméstica é caracterizada por actos violentos verbais e/ou comportamentais, que causam sofrimento e têm um impacto negativo na saúde física e psicológica.

A violência doméstica é uma ameaça aos direitos humanos.

APRESENTAÇÃO DO PROJECTO DOVE

O DOVE é um projecto Europeu que envolve oito países: Portugal, Espanha, Reino Unido, Bélgica, Alemanha, Suécia, Hungria e Grécia.

O objectivo deste projecto é descrever e compreender a dinâmica da violência doméstica na população geral e identificar a frequência, os determinantes, os tipos mais prevalentes de violência doméstica e as consequências físicas e psicológicas da exposição à violência doméstica.

O projecto DOVE pretende também reunir informação acerca das políticas e das leis nacionais e europeias direccionadas para a violência doméstica, para que as melhores práticas políticas e legislativas possam ser identificadas e partilhadas entre os vários países.

Para atingir estes objectivos, o DOVE irá recrutar, em cada país, uma amostra representativa de pessoas (homens e mulheres) com idades entre 18 a 64 anos de idade. Os dados obtidos neste projecto contribuirão para um melhor conhecimento da violência doméstica e para uma melhor prevenção e intervenção contra esta problemática.

RESPOSTAS À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

A violência doméstica é um grave problema de saúde pública, presente em todas as populações e em todas as estruturas sociais.

A violência doméstica pode afectar qualquer pessoa, independentemente do sexo, da idade, do estatuto socioeconómico, da religião ou de quaisquer outras características individuais.

A resposta social às consequências negativas da violência doméstica é dada através de um conjunto de instituições (organizações governamentais e organizações não-governamentais). Estas agem em diversas áreas, nomeadamente na justiça, na segurança social e na saúde.

O objectivo final do trabalho destas instituições é o de diminuir a frequência da violência doméstica, através da prevenção primária que sensibiliza e promove a capacidade de resposta a eventuais situações de violência doméstica. Além disso, apoiam as vítimas de violência doméstica em termos de saúde, em termos sociais e pessoais e em termos económicos.

SE EU FOR CONTACTADO(A),

PORQUE É QUE EU DEVO PARTICIPAR NO PROJECTO DOVE?

Não é possível evoluir no conhecimento científico nem constituir bases de acção de saúde pública sem que as pessoas colaborem. Mesmo que algumas pessoas considerem que ser entrevistado acerca de uma determinada temática é aborrecido e inútil, para outras pessoas as entrevistas fazem todo o sentido. As entrevistas acerca da violência doméstica são realmente muito importantes para a comunidade.

As problemáticas de saúde pública não podem ser investigadas sem a participação das pessoas. As questões de saúde e as questões sociais estão presentes no quotidiano da população e têm como objectivo principal tentar perceber qual a melhor forma de melhorar a qualidade e os anos de vida das pessoas.

Sabemos, também, que quanto maior é o estudo e o número de participantes, mais esse estudo é representativo da população geral, algo que é essencial para alcançar melhores resultados na intervenção com as pessoas. Assim, o maior pesadelo dos investigadores é a recusa das pessoas em participar na investigação.

Há muitas razões que podem motivar as pessoas a participar nesta investigação acerca de violência doméstica. Ao participarem no DOVE, as pessoas estão a beneficiar-se a si mesmas ou aos outros, agora ou no futuro. Os avanços no conhecimento científico da violência doméstica só foram possíveis até hoje porque, em outras investigações prévias, outras pessoas se voluntariaram para responder a entrevistas e questionários acerca desta temática. Por isso, neste momento, a sua participação é fundamental.

Adicionalmente, esta investigação contribuirá para aumentar o conhecimento e a compreensão da violência doméstica, particularmente de que forma esta problemática o(a) afecta a si especificamente (ou alguém que conhece e que lhe é próximo).

Sabemos ainda que as pessoas que participaram em estudos semelhantes ao DOVE reconhecem ter recebido informações de boa qualidade que os ajudaram, de alguma forma. Aliás, essas pessoas afirmam que a experiência de ser entrevistado(a) é positiva e benéfica.

Ser ou não um participante do DOVE é uma decisão livre da sua parte. A sua participação dependerá da avaliação cuidada acerca da importância deste projecto, com base nas informações que estão disponíveis nesta página on-line. Por favor, leia atentamente a descrição detalhada deste projecto e não hesite em contactar-nos, caso tenha dúvidas ou pretenda mais esclarecimentos.

Gostaríamos de contar consigo nesta jornada que ajudará os investigadores e os profissionais de saúde a compreender melhor a violência doméstica e qual a melhor forma de lidar com esta problemática. Em última análise, a sua participação estará a contribuir para minimizar o impacto da violência doméstica na Europa.

Se for uma das pessoas escolhidas para participar no DOVE, tal deve-se a um processo aleatório, isto é, a sua participação foi realmente por acaso e não porque sabemos algo sobre si (porque não sabemos realmente).





Voltar
Utilizador

Password