Próximos Encontros Científicos
,
,
,
,
,
Próximos Cursos Intensivos
Consumo Alimentar no Porto
Consumo Alimentar no Porto
Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
ONDOR - Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
EYE - European Young Epidemiologists
EYE - European Young Epidemiologists
ISPUP
ISPUP
ASPHER
ASPHER
Eurhobop
Eurhobop
Investigação
Projectos Terminados
Os riscos para a saúde humana causados pelas ondas de calor e vagas de frio: estudo de caso no Porto
Instituição Financiadora: FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Ref:PTDC/SAU-ESA/73016/2006
Instituições Participantes: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Data de início: 2008-09-01
Data de fim: 2011-08-31
Resumo:

Este projecto pretende encontrar algumas das relações de causalidade existentes entre o agravamento de patologias do foro cardio-vascular e a ocorrência de episódios paroxismáticos (ondas de calor e vagas de frio).

Há várias evidências que apontam para o aumento de situações críticas em pessoas mais frágeis durante ondas de calor e vagas de frio. Falta porém, conhecer para esta amostra específica - a população da Área Metropolitana do Porto - quais são os limiares térmicos de resistência e de adaptabilidade, bem como conhecer o modo e o ritmo como se despoletam as consequências mais graves (o valor absoluto de per si, a duração da sequência crítica, a variabilidade térmica, etc.

A mitigação dos danos causados para esta população passa pela capacidade dos técnicos e das instituições envolvidas anteciparem o risco. Medidas que reforçem as defesas dos mais frágeis ou que diminuam a sua exposição ao risco e, a planificação dos erviços de atendimento para o extraordinário aumento do fluxo de doentes, podem transformar decisivamente a habitual transformação destas vulnerabilidades em catástrofes.

Afinal, mais não é do que procurar contribuir para o cumprimento da Resolução da Organização Mundial de Saúde (Bratislava, 2004) onde, entre outras, se prevê a necessidade de:

i) identificar o risco para a saúde causado por extremos climáticos

ii) definir o melhor sistema de monitorização do risco para a saúde causado por episódios térmicos extremos

iii) definir o risco de mortalidade e morbilidade específico de cada comunidade durante episódios climáticos extremos

iv) melhorar os Planos e Políticas de Saúde para mitigar os impactes negativos causados por episódios climáticos extremos.





Voltar
Utilizador

Password