Próximos Encontros Científicos
,
,
,
,
,
Próximos Cursos Intensivos
Consumo Alimentar no Porto
Consumo Alimentar no Porto
Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
ONDOR - Observatório Nacional das Doenças Reumáticas
EYE - European Young Epidemiologists
EYE - European Young Epidemiologists
ISPUP
ISPUP
ASPHER
ASPHER
Eurhobop
Eurhobop
Investigação
Projectos Terminados
PROMO - Best practice in promoting mental health in socialy marginalized people in Europe (2007-2010)
Instituição Financiadora: DG SANCO
Ref:Project 2006328
Investigador Principal: Henrique Barros
Instituições Participantes: Queen Mary and Westfield College, University of London
Data de início: 2007-09-01
Data de fim: 2010-09-01
Resumo:

A promoção da saúde mental e prevenção da doença mental entre grupos de crescente marginalização social, é, actualmente, um enorme desafio colocado às sociedades europeias. Existem várias políticas e serviços que permitem atingir estes objectivos em vários estados membros, mas a informação sobre o que constituem as melhores práticas, está fragmentada e não existem linhas orientadoras consistentes. O projecto PROMO reunirá um consórcio multidisciplinar de especialistas provenientes de 14 estados membros (cobrindo mais de 85% do total da população europeia) de forma a consolidar o conhecimento na área e identificar boas práticas. Serão considerados seis factores distintos de marginalização social, será revista a legislação e as principais políticas existentes. Será feita uma avaliação aos serviços de saúde e sociais que prestam cuidados ao público-alvo. O projecto PROMO definirá ainda, linhas orientadoras sobre as melhores práticas e publicitará os seus resultados a grupos de interesse europeus pertinentes. Finalmente, o projecto permitirá salientar as principais barreiras à implementação das linhas orientadoras e sugerir soluções para as ultrapassar.

Os principais objectivos da investigação são:

·    Melhorar a saúde mental e prevenir a doença mental dos cidadãos dos Estados Membro, sobretudo entre indivíduos que experienciam marginalização social devido a um ou mais dos seguintes seis factores: (1) desemprego de longa duração, (2) sem-abrigo, (3) abuso de substâncias, (4) prostituição de rua, (5) ter o estatuto de refugiados ou asilado e (6) pertencer a uma minoria étnica;

·    Contribuir para a pesquisa política das práticas inter-sectoriais, de forma a promover a saúde mental e prevenir a doença mental entre indivíduos que são socialmente marginalizados;

·    Contribuir para o desenvolvimento de políticas baseadas na evidência promovendo a saúde mental e prevenindo a doença mental dos socialmente marginalizados;

·    Desenvolver linhas orientadoras e recomendações de boas práticas na promoção de saúde mental e prevenção da doença mental entre população socialmente marginalizada entre os Estados Membros.





Voltar
Utilizador

Password